As rosas não falam, de Cartola

Esta música me lembra a minha amiga Cosma do Vale.

Bate outra vez
Com esperanças o meu coração
Pois já vai terminando o verão
Emfim

Volto ao jardim
Com a certeza de que devo chorar
Pois bem sei que não queres voltar
Para mim

Queixo-me as rosas mas que bobagem
As rosas não falam
Simplesmente as rosas exalam
O perfume que roubam de ti

Devias vir
Para ver os meus olhos tristonhos
E quem sabe sonhavas meus sonhos
Por fim

Bate outra vez
Com esperanças o meu coração
Pois já vai terminando o verão
Emfim

Volto ao jardim
Com a certeza de que devo chorar
Pois bem sei que não queres voltar
Para mim

Queixo-me as rosas mas que bobagem
As rosas não falam
Simplesmente as rosas exalam
O perfume que roubam de ti

Devias vir
Para ver os meus olhos tristonhos
E quem sabe sonhavas meus sonhos
Por fim

Retribuindo carinhosamente…

Adoro blogar; pra mim é muito bom ver novidades, gente criativa, outros pontos de vista e leituras diversas. Estou sempre visitando os seguidores do Livro e Arte embora nem sempre deixe comentários. Vocês são muito importantes para mim. Nesse final de semana visitei e gostei muito do que vi nesses blogs.
Silvia postou: “E vejo flores em você” que trata da sua paixão pelas flores e plantas;
Drª Denise traz uma reflexão “Nutrindo os amigos” de J. L. Borges com tradução de Cirilo Veloso; lindo texto, vale a pena ler.
Monica está escrevendo sobre o seu passeio à praia de Salinas no Pará, mostrando umas fotos lindas;
Andrew postou “O ultrapassado que sai caro”  – um post sobre a preocupação com o lixo e especialmente com a destinação para os resíduos eletrônicos; 
Talita traz a resenha do livro ” Um advinho me disse”, de Tiziano Terzini; vale a pena ler, deu vontade;
Maria José faz uma bela homenagem aos seus “Amigos (virtuais) para sempre”; lindo, perfeito;
Marcelo Dalla escreveu um post com base em dois livros ” Indícios cármicos no mapa natal” e Planetaas retrógrados e reencarnação”, que trata de heranças que trazemos do passado; muito bom!
Luiza postou uma matéria sobre caviar…hum!!! de dar água na boca.

G7: o grupo do meu coração

Com esse texto quero prestar uma homenagem a minha querida amiga Osanira; ela participava do G7 e foi uma das três últimas a se integrar a esse grupo que ela amava imensamente;tinha sempre atenção, carinho, cuidado e palavras de apoio para cada uma,na hora certa. Ela deixa nos deixou um grande vazio, vamos sentir muito a sua falta…
Grupo das Sete – G7
Participar desse grupo é um presente. O G7 foi formado por um grupo de amigas há quase 20 anos. O nome do grupo ainda hoje é uma polêmica. Sete porque era o número de componentes inicialmente ou porque se encontravam sempre às 7 da noite, após o expediente? Naquela época o nosso horário nos Correios era até 18h45minh; o certo é que ficou G7 embora sejamos 11.

Nesses anos, já nos encontramos inúmeras vezes, já fizemos várias festas temáticas (fantasia, halloween, personalidades, brega, camisa listrada, 15 anos do G7, natal das máscaras e até jogo de futebol, dentre outras. Meu grupo acumula muitas estórias engraçadas de encontros e desencontros de horários, de locais, de brincadeiras. Acontece de tudo nas nossas festas todas organizadas com muito carinho e cheias de surpresas. É um grupo unido, coeso e muito presente na vida de cada uma de nós; se preciso de apoio sei que posso recorrer ao meu G7.

Pra mim três palavras definem esse grupo mais fortemente: amizade, solidariedade, descontração e sempre que nos encontramos ou pensamos numa música Amigos para sempre faz muito sentido para o grupo e hoje esse texto traz uma bela reflexão.

Imagine que você está à beira-mar… e você vê um navio partindo.
Você fica olhando, enquanto ele vai se afastando e afastando, cada vez mais longe, até que finalmente parece apenas um pontinho no horizonte, lá onde o mar e o céu se encontram. E você diz: “pronto, ele se foi”. Foi aonde? Por onde estará passando? Foi a um lugar que sua vista não alcança. Só isto.
Ele continua tão grande e tão bonito e tão importante como era quando estava perto de você. A dimensão diminuída está em você, e não nele.
E naquele exato momento em que você está dizendo “ele se foi”, há outros olhos vendo-o aproximar-se e outras vozes alegremente dizendo: Ele está chegando!

G7: o grupo do meu coração

Republico esse texto porque quero prestar uma homenagem a minha querida e inesquecível amiga Natália; ela foi uma das idealizadoras e fundadoras e amava imensamente esse grupo, costumava dizer que era a secretária, a advogada, a tesoureira, a telefonista aliás era tudo no grupo. Não consigo escrever mais… ela nos deixou um grande vazio, vou sentir muito a sua falta…

Grupo das Sete – G7

Participar desse grupo é um presente. O G7 foi formado por um grupo de amigas há quase 20 anos. O nome do grupo ainda hoje é uma polêmica. Sete porque era o número de componentes inicialmente ou porque se encontravam sempre às 7 da noite, após o expediente? Naquela época o nosso horário nos Correios era até 18:45h; o certo é que ficou G7 embora sejamos 11.

Nesse anos já nos encontrams inúmeras vezes, já fizemos várias festas temáticas (fantasia, hellowin, personalidades, brega, camisa listrada, 15 anos do G7, dentre outras e a última que foi o natal das máscaras e até jogo de futebol. Meu grupo acumula muitas estórias engraçadas de encontros e desncontros de horários de locais, de brincadeiras. Acontece de tudo na nossas festas todas organizadas com muito carinho e cheias de surpresas. É um grupo unido, coeso e muito presente na vida de cada uma de nós; se preciso de apoio sei que posso recorrer ao meu G7.

Pra mim três palavras definem esse grupo mais fortemente: amizade, solidariedade, descontração e sempre que nos encontramos ou pensamos numa música, essa faz muito sentido para o grupo:

Amigos Para Sempre

Eu não tenho nada pra dizer você parece no momento até saber como eu estou sofrendo
Vem veja através dos olhos meus a emoção que sinto em estar aqui Sentir seu coração me amando
(Refrão 2X)
Amigos para sempre é o que nós iremos ser Na primavera ou em qualquer das estações
Nas horas tristes nos momentos de prazer amigos para sempre
Você pode estar longe, muito longe sim Mas por te amar sinto você perto de mim, e o meu coração contente
Não nos perderemos não te esquecerei você é minha vida tudo que eu sonhei E quis para mim um dia.
(Refrão 2X)
Amigos para sempre é o que nós iremos ser Na primavera ou em qualquer das estações Nas horas tristes nos momentos de prazer amigos para sempre
Olho, pra você e me pergunto assim Se tudo é tão sincero Por que tem que haver Um tempo de dizer adeus …
Amigos para sempre é o que nós iremos ser Na primavera ou em qualquer das estações
Nas horas tristes nos momentos de prazer amigos para sempre

G7 – Natal com máscaras

A festa do G7, Natal com máscaras, foi um sucesso pena que não estávamos todas como o esperado, estávamos na maior expectativa porque depois de algum tempo íamos nos reunir novamente.
No amigo oculto diferente que acertava pelas dicas de um questionário, a Sônia me tirou e eu tirei a Zeka, dei pra ela um lindo echarpe preto cujo detalhe era um botão; um charme.
Foi um momento de nos conhecermos um pouco mais principalmente pelo verbo que significava ação: se eu fosse um verbo seria … criar.
 
Lembrancinhas da Festa.