Seminário Sonhos e Mandalas, Cristina Carvalhedo

Seminário de maio sobre Sonhos e Mandalas da turma XX de FHB DF. O tema foi facilitado por Cristina Carvalhedo e Ruth Grinberg e as holopraxis por Walter Wiedemann com práticas no estilo Zen.

Iniciamos esse seminário doando abraços, pois o dia 22.05 é considerado o dia mundial do abraço. Foi um seminário com muitas práticas

Cristina iniciou falando que o mais importante é viver seus próprios sonhos. Todas as pessoas sonham; em 8 horas de sono chegamos a ter 20% de sonhos. Até os nenéns no útero de suas mães sonham. Nesse seminário vamos ver as mandalas como um dos complementos do trabalho com os sonhos. 

Muito brevemente a Cristina falou da caixa de areia (técnica junguiana) e pediu que cada uma se deixasse escolher por um objeto, dentre aqueles que estavam expostos. Esse objeto nos acompanhou nas atividades práticas todo o seminário. Explicou que os objetos e os símbolos trazidos pelos sonhos são como um dedo apontando para algum lugar, se olharmos só para o objeto não percebemos o lugar. Se atribuirmos aos objetos uma memória e sentimentos eles deixam de serem simplesmente aquele objeto e ganham um significado de símbolo.

Recebemos um caderno de sonhos, e material para personalizar a capa. A Cristina nos falou da importância de tratarmos dos sonhos com carinho, não contar “no meio da rua”. Escrever ou gravar os sonhos, colocar nome e data são aspectos fundamentais para quem quer trabalhar com seus sonhos por muitos anos. Alguns aspectos são fundamentais na prática diária, para que se tire um bom aproveitamento dos sonhos diariamente: caderno de sonho e caneta ao lado da cama, ou gravador; reflexão do dia; ambiente relaxado para dormir e ao acordar, ter tempo de saborear a passagem do sono para a vigília; levantar devagar, o sonho está ligado às ondas cerebrais.

O sonho é do sonhador, porém pode trazer uma mensagem para outra pessoa. O importante ao contar e trabalhar um sonho é o sentimento que ele desperta e as conexões que fazemos com os diferentes níveis de existência através dele.

A Cristina nos trouxe as fases do sono, os níveis de consciência e nos falou de Hipnos, o deus do sono. Temos em média 90 min. de sono profundo, alternados com períodos menores de sonhos. Algumas vezes após a fase de sono profundo, continuamos o mesmo sonho, outras iniciamos um novo.

E falou sobre mandalas presentes em diferentes tradições e diferentes formas. Vimos o quadro de Escher – uma mandala com anjos e demônios, onde nem sempre reconhecemos de imediato as duas imagens. E fez um paralelo para o reconhecimento e aceitação da sombra. Para haver harmonia precisamos dos dois lados. Quando gostamos ou quando não gostamos de alguém nos projetamos. Ser o que se é… isso é individualidade. Individualidade é bem diferente de egoísmo. O grande salto quântico do crescimento pessoal é o encontro da luz e da sombra. Cristina nos diz que é possível chegar nesse “salto” baixando a autocrítica e o julgamento. Dessa forma é possível acolher a sombra. Além disso, nos trouxe a imagem de um iceberg e reforça que sonhos e as mandalas são uma forma de acessar o inconsciente e ampliar a faixa de autoconhecimento. 

As mandalas são representações de inteireza, muitas são símbolos universais e as vezes representam o fechamento de um momento. A relação entre os sonhos e as mandalas está tanto na simbologia como no inconsciente. Fazer uma mandala ajuda a buscar no inconsciente aspectos importantes para entender os sonhos.

A Cristina nos ensinou a técnica: “se esse sonho fosse meu…” Distribuiu um questionário básico – a entrevista do sonho. E falou dos livros: Sonho de Vigília de Castañeda, sonhos Exóticos de Stanley Krippner e o Dicionário de Sonhos de Jean Chevailier e outras; entretanto alertou para o fato de que o sonho é da sonhadora e que interpretações “impessoais” nem sempre servem para aquela pessoa. A simbologia não é fixa.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s